PONTO de VISTA


2020   2009   2008   2007   2005   2004   2003   2002   2001   2000   1999   1998   1997
2009
29-10-2009 23.35 PM        A Opinião de Manuel Pedreira     (1)

  "A memória nunca se apaga mas...reescreve-se!

         Para que, no Judo, ela seja o mais fiel possivel, aqui vos deixo este modesto testemunho, que, estou certo, será secundado por muitos; este foi o motivo daquilo que vos quero dizer.

         Caros amigos


         Há 50 anos que o Judo se pratica em Portugal duma forma organizada e integrada no todo desportivo nacional.

         Hoje, aqui, alguns de entre nós, tiveram o previlégio de iniciar esta actividade tendo como Professor o Mestre Kiyoshi Kobayashi, que foi, sem dúvida o motor e o símbolo desta grande caminhada.

         Como em tudo na vida as grandes obras nunca são fruto de um só homem, por muito competente que seja; são sempre fruto de um conjunto dedicado de pessoas e dum percurso longo e difícil, onde os obstáculos nem sempre são fáceis de ultrapassar.
         O êxito deste processo implicou sempre o empenhamento de muitos de entre nós, por vezes ignorados e até esquecidos, mas dos quais dependeram, tantas vezes, o renovar e o reforçar desse caminho.

         Ao simbolo e ao motor desta caminhada (o Mestre K.K.), devemos a gratidão daquilo que nos ensinou; mas essa gratidão deve ser recíproca para com os seus alunos e apoiantes, sobretudo para aqueles que, desde a primeira hora o ajudaram, incentivaram, trataram como um amigo e de acordo com os principios éticos que nos ensinou.

         Os alunos tornaram-se Professores e estes tiveram novos alunos e assim sucessivamente.

         Estou plenamente convicto que a continuidade e o reforço do Judo, dependerão sempre da reciprocidade de tratamento e da defesa dos principios e valores entre professores e aluno .
         Faço votos para que o Judo continue a ser um êxito no quadro do desporto nacional e que os seus principios e valores sejam sempre o elo aglutinador entre todos os seus membros.

         A todos os amigos aqui (2) presentes o meu grande Abraço"

                                                                 (1) "Antigo Presidente da F.P.Judo "



         (2) Palavras proferidas num almoço de confraternização de antigos judokas realizado no passado dia 24 de Outubro.
28-09-2009 16.45 PM        A Opinião de Rui Vieira    (1)

  " Em final de ciclo, devemos fazer um balanço/avaliação e verificar os pontos mais negativos/problemas a resolver.

         1.   Comunicação entre Técnicos, FPJ e Clubes:

         1.1   Não existe planeamento conjunto, não existe acompanhamento conjunto, não existem relatórios técnicos sobre os atletas quando estão sob a alçada da FPJ em estágios/provas em que o Treinador do Clube não está presente, não existe reavaliação e sugestões para melhorar os pontos menos positivos verificados, não são elaborados vídeos dos Atletas em provas internacionais para serem analisados e discutidos entre ambos os Técnicos; afim de se aquilatar da correcção das estratégias de planeamento utilizadas.


         1.2   A Direcção Técnica da FPJ deveria supervisionar, acompanhar, orientar e exigir estes processos com regularidade e eficácia.

         2.   Enquadramento Técnico FPJ:

         2.1   Todos os Técnicos deveriam estar em regime de exclusividade para a FPJ (excepto em colaboração em clubes sem participações em competições oficiais como sejam colégios/externatos).
         2.2   Treinador Nacional de Juniores Masculinos?
         2.3   Treinador Nacional de Seniores Femininos?
         2.4   Treinador Nacional de Sub 23?
         2.5   Treinador Nacional de Esperanças?
         2.6   O que se está a passar na FPJ ? Porque não há técnicos nestes cargos? Acham possível que se faça algum trabalho com qualidade assim?

         3.   Regulamento de Graduações:

         3.1   Já foi demasiado facilitador para os competidores e está demasiado exigente há muitos anos.
         3.2   Temos os Atletas de Alta Competição, seus Técnicos e melhores Árbitros (todo o grupo de elite), com as mais baixas graduações da Europa. Será justo? Não há um grande empenho dos elementos deste grupo em evoluírem técnicamente afim de serem melhores e mais eficazes? Não corresponderá isso também a conhecimentos técnicos? Não será uma "vergonha" para a FPJ esta realidade, quando nos deslocamos para fora? Não seria correcto alterar o Regulamente de Graduações e corrigir esta situação?

         4.   Formação de Técnicos:

         4.1   As acções de Formação, na minha opinião, não obedecem a qualquer linha orientadora, e isso reflecte falta de preocupação em ouvir as necessidades sentidas pelos Técnicos (mais uma vez, a falta de diálogo). Deveria elaborar-se uma lista de temas, que os Treinadores achem importantes e que gostariam que fossem abordados em futuras Acções, para assim se ir ao encontro das reais necessidades dos Treinadores e assim também melhorar os seus conhecimentos e melhorar o ensino nos seus Clubes.

         Desejo sinceramente, que no próximo mandato eleitoral, estas e outras situações menos positivas sejam definitivamente corrigidas e que com isso apenas ganhe o JUDO."

                                                                 (1) "Treinador do Lisboa Ginásio Clube "

19-08-2009 18.57 PM        A Opinião de Jorge Batista    (1)

  " Entre 26 e 30 de Agosto vamos ter o Campeonato do Mundo de Judo de Seniores na cidade holandesa de Rotterdão. A partir deste ano esta prova passa a ser realizada anualmente.

   Não sei se isto é o melhor para a nossa modalidade ou se apenas irá beneficiar os países mais ricos, de qualquer forma é o novo formato.

   Portugal, irá estar presente com um total de 6 atletas. João Neto nos -81 Kg e cinco atletas femininos, Leandra Freitas, -48 Kg, Joana Ramos, -52 Kg, Telma Monteiro, -57 Kg, Ana Cachola, -63 Kg e Yahima Ramirez em -78Kg. Estes são os atletas que conseguiram obter os mínimos, que consistiam na obtenção de uma medalha numa Taça do Mundo.

   Penso que, mais importante do que ter uma medalha numa Taça do Mundo, como mínimo, para participar, é treinar-mos e planear-mos para estar-mos sempre presentes em todos os campeonatos do mundo e campeonatos europeus. A maior parte dos países europeus não têm como mínimos a obtenção de uma medalha em Taça do Mundo para poder participar.

   A alguns dias de começar, todo o mundo do Judo interroga-se, se é desta que conseguem superar a equipa Japonesa.

   A equipa feminina japonesa, em minha opinião, deve de continuar a dominar, pois o seu nível é muito elevado, mesmo sem a Ryoko Tamura nos -48 Kg.

   Nos -57 Kg irá a Telma Monteiro superar Matsumoto?

   Há dois anos no Rio o Japão teve 9 medalhas, sendo 3 de ouro, um ‘score’ modesto para quem está habituado a ter 10 medalhas, com um mínimo de 4 medalhas de ouro.

   Será que em -100Kg vamos ter o novo ídolo, Anais, a vencer?

   Com as novas regras vamos ter um Judo mais elegante ou vamos continuar a ver Judo-luta livre?

   Esperemos pelo campeonato.

                                                                        (1) "Treinador de Judo"

19-03-2009 22.34 PM         Notas Soltas

   No próximo fim de semana vai realizar-se o Torneio Internacional de Juniores de Portugal.
   Uma vez mais, Coimbra vai ser o local em que decorrerá esta prova.
   Será uma oportunidade para muitos dos juniores dos clubes nacionais defrontarem atletas de outras paragens e poderem assim aquilatar das suas possibilidades actuais.
   Espero que o nível médio da competição seja elevado e que haja uma boa moldura humana no Pavilhão a assistir á prova .

   Ainda não foi convocada a Assembleia Geral Ordinária da Federação, que de acordo com os Estatutos em vigor, deveria ser realizada até finais do mês de Março.
   Espero que o Relatório e Contas da Federação relativos á época de 2008 sejam apresentados ás Associações o mais brevemente possivel.

   Futuramente esta "secção", que tem estado um pouco negligenciada, vai tornar-se mais activa.
   Para que tal possa acontecer, comecei a endereçar convites a potenciais colaboradores, para que aqui, possam expressar a sua opinião sobre quaisquer aspectos relacionados com a nossa modalidade.

   A opinião apresentada será da pessoa que a escreve e não significa que o responsável por esta página esteja de acordo com as idéias apresentadas.

Inicio
2008
04-02-2008 23.33 PM         António Matias

   A notícia chegou poucos minutos depois das 22.00 horas do dia 3 de Janeiro, António Matias tinha acabado de falecer súbitamente.
   Fiquei atordoado, a pensar que por vezes a vida tem destes caprichos, um homem novo cheio de vitalidade, apaixonado pela música, pai de duas crianças, repentinamente desaparecido do convívio da família e dos amigos.

   Lembro-me dele quando representava o Sport União Sintrense e foi Campeão Nacional de Esperanças. Transferiu-se para o Judo Clube de Sintra tendo sido Campeão Nacional de Juniores.

   Depois de um pequeno interregno na sua carreira desportiva, passou a representar o Sport Algés e Dafundo.
   Em representação deste clube, foi Campeão Nacional de Seniores nos anos de 1987, 1988, 1989, 1990, 1991 e 1992 na categoria -78 Kgs.

   Foi várias vezes Campeão Nacional de Equipas Seniores e vencedor da Taça de Portugal por equipas sempre em representação do Sport Algés e Dafundo.
   Participou nos Campeonatos do Mundo de Barcelona em 1991 e nos Jogos Olímpicos de Barcelona na categoria -78 Kgs.

   Em 1996 passou a ser o treinador da selecção nacional feminina, sendo um dos poucos elementos da equipa técnica convidado pela Direcção da Federação eleita em 1997 e que aceitou continuar em funções.

   Estes são apenas alguns dos momentos da sua carreira desportiva, parte dos quais partilhei, nomeadamente desde que ingressou no Sport Algés e Dafundo, até que a equipa técnica da Federação se reuniu num jantar de despedida realizado em Julho de 1997.

   Repousa em paz.

2007
13-11-2007 23.55 PM         Depois de um longo Interregno

   Passaram 2 anos depois da última vez que escrevi este "Ponto de Vista",
circuntâncias de ordem pessoal levaram-me a ir adiando a concretização desse desejo.
   Espero que a partir de agora consiga escrever com alguma regularidade sobre temas relacionados com a modalidade.

   Duas notícias chamaram a atenção dos praticantes e simpatizantes da modalidade. Refiro-me à mudança de treinador da atleta Ana Hormigo (A.J.C.Branco) e à anunciada transferência em Janeiro de 2008 das 4 principais atletas do C.C.D. Construções Norte-Sul para o S.L.Benfica.

   No dia 18 de Novembro vão realizar-se os Campeonatos Nacionais de Seniores 2007. É a prova individual mais importante do Calendário Nacional e aquela em que á partida os melhores atletas da modalidade estarão presentes.
   Na realidade como não é obrigatória a participação, alguns dos atletas inseridos na Alta Competição, poderão não participar, defraudando assim a expectativa dos espectadores, que esperam ao menos uma vez por ano, poder ver os atletas que estão a tentar obter um lugar nos Jogos Olímpicos de Pequim.

   Votos de uma boa competição.

Inicio
2005

22-10-2005       Depois das Férias


   Alguns factos marcaram o período que decorreu entre a escrita do último "Ponto de Vista" e a manhâ de hoje:
        A entrevista de Pedro Soares a um jornal desportivo.
        A Assembleia Geral da Federação realizada a 23 de Julho.
        A medalha da Telma Monteiro no Campeonato do Mundo de Seniores.
        A medalha da Ana Cachola no Campeonato da Europa de Juniores.         A 7ª Confraternização de antigos Judokas.
        A realização dos Campeonatos Nacionais de Equipas Seniores.

   Numa entrevista desassombrada o atleta Pedro Soares falou sobre a o convite que lhe foi endereçado pela Federação para integrar a sua equipa técnica. De salientar o apoio e concordância que recebeu de vários quadrantes.

   A Assembleia Geral da Federação em cuja ordem de trabalhos constava a discussão sobre a realizacão de provas em Centros Comerciais,o que já em Coimbra, em Junho passado, originou um grande fiasco e um enorme desprestígio para a modalidade por culpa da intransigência dos responsáveis federativos.

   Os parabéns para a atleta Telma Monteiro que alcançou o 3ª lugar nos Campeonatos do Mundo de Seniores realizados no Cairo, demonstrando assim ser já a melhor atleta de sempre da modalidade.

   Os parabéns para a atleta Ana Cachola que venceu o Campeonato da Europa de Juniores realizados em Zagreb.

   Pela 7ª vez consecutiva, a Comissão liderada pelo Eng.Hugo d'Assunpção, organizou um Convívio de antigos praticantes.No convívio deste ano,realizado no restaurante "Caravela d'Ouro" em Algés, participaram 75 pessoas. Como habitualmente foram homenageados alguns antigos atletas. O Convívio de 2006 será no dia 14 de Outubro (sábado).

   A terminar faço votos para que os Campeonatos Nacionais de Equipas Seniores sejam bem disputados com a esperança que a Federação não tome decisões que prejudicam os atletas,clubes e que em nada beneficiam a modalidade que é suposto dirigirem e fomentarem.

18-06-2005      A Taça de Portugal 2005

     A Taça de Portugal 2005 que se disputou no passado dia 12 de Junho no Pavilhão Multiusos em Coimbra e na qual participaram 15 equipas das quais 3 femininas teve um final confuso devido á atitude autista da Federação.
     Sem divulgação prévia oficial a Federação decidiu efectuar os combates para disputa de medalhas no Centro Comercial adjunto ao Pavilhão.

   E isto depois de ter conhecimento que a maioria dos clubes não estavam dispostos a aceitar tal mudança.
   A intransigência da Federação motivou a não realização da final da Taça de Portugal tendo vencido por falta de comparencia,visto que apenas uma equipa se apresentou para disputar a final masculina.

   Na Taça de Portugal em femininos que se disputou em sistema de "poules" (visto apenas terem participado 3 equipas),o derradeiro encontro da poule não se disputou pois uma das equipas não se apresentou para combater.

   Para terminar e talvez por terem ficado pertubados pelos acontecimentos, quando se procedia á distribuição dos prémios da prova feminina, a Federação chamou a equipa que não compareceu e que deveria ter sido desclassificada (visto não ter feito o derradeiro encontro), tendo-lhe entregou o prémio de 2º lugar.
   Tendo ficado excluida do PODIO a equipa que efectuou todos os combates.

19-05-2005      Depois das Eleições Federativas

     Passado que está o acto eleitoral, realizado no início de Maio, em que a lista liderada pelo Eng. António Aleixo foi legitimada por uma diferença de 3 votos,resta apenas analisar o resultado alcançado.
     Esperando que este novo mandato do Eng. António Aleixo seja pautado por um maior diálogo com as Associações (mesmo com aquelas que votaram contra a sua eleição).

   Ao terminar o escrutínio e depois de anunciar o seu resultado, o Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Federação afirmou que se todos tivessem votado e o resultado tivesse sido um empate, de acordo com os Estatutos competia-lhe o voto decisivo. Pelo que o resultado das eleições seria o mesmo "pois como havia sido convidado pelo Eng. António Aleixo naturalmente votaria na sua lista".
   Esta afirmação veio esclarecer a razão do adiamento das eleições e permite inferir que o árbitro não é imparcial.

   Os Campeonatos da Europa de Seniores iniciam-se na 6ª feira em Roterdão com a participação de 7 atletas.
   Votos de uma participação condigna e que Michel Almeida tenha uma estreia positiva como treinador da selecção masculina.

05-05-2005       As Eleições Federativas

     As atenções da maioria dos Judokas estão viradas para as eleições que se irão realizar no próximo dia 8 de Maio (domingo).
    Com 2 listas concorrentes e um aparente equilíbrio nas intenções de voto por parte das Associações o resultado final será muito equilibrado e estará dependente de alguma mudança de última hora da intenção de voto.

   A decisão do Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Federação de adiar as eleições por 3 semanas, alegadamente por haver instabilidade na modalidade, foi mais uma acha atirada para a fogueira.
Esta medida que aparentemente se destinava a permitir que as eleições na A.Lisboa e A.Árbitros fossem realizadas antes das, eleições Federativas, foi aparentemente uma ingerência no processo eleitoral em curso
   Estranhamente porque com outras Associações que por acaso até são favoráveis ao actual elenco federativo tal preocupação não aconteceu.

   Os meus votos para que as Eleições decorram com elevação e sem mais manobras destabilizadoras.

Inicio
2004

22-12-2004             Os Nacionais de Seniores 2004


     A 4 e 5 de Dezembro disputaram-se no Pavilhão de Almada os primeiros Campeonatos Nacionais de Seniores realizados depois dos Jogos Olímpicos de Atenas.
    O nível competitivo foi bastante bom talvez por não haver a necessidade imperiosa de obter uma classificação, que permitisse aos atletas serem selecionados para participar nas provas de qualificação para os Jogos de Pequim.
   Continua a verificar-se que o número de atletas do sexo feminino que participa é bastante inferior ao número de atletas do sexo masculino (aproximadamente 1/5).
   As notas mais salientes destes Campeonatos foram:
   A vitória do João Pina na sua nova categoria de peso (-73 Kgs).
   A vitória do Pedro Dias na categoria -66 Kgs.

   Estes Campeonatos podiam ter corrido normalmente mas a Federação decidiu alterar as regras do jogo criando dessa maneira uma situação inédita e ao mesmo tempo embaraçosa para si.
   Mas vamos aos factos:
   A categoria -52 Kgs não se realizou porque apenas uma atleta se apresentou para competir. Até aqui tudo normal,o que se passou a seguir é que se afastou de tudo o que era tradição e se fazia desde o início da prática da modalidade em Portugal.
   A atleta é chamada ao tapete sendo-lhe atribuida a vitória por falta de comparência da sua adversária.
   Durante a cerimónia protocolar de distribuição de prémios a atleta é chamada e sobe ao Pódio tendo recebido o respectivo prémio.
   Depois a Federação quando divulga os resultados não indica a classificação na categoria -52 Kgs retirando a medalha á atleta.

   No entanto é bom recordar que no Campeonato Nacional de Equipas Juniores Femininas de 2000, exactamente nas mesmas circunstâncias, não foi atribuido o título á equipa das Construções Norte-Sul. Resta acrescentar que os técnicos e dirigentes que então decidiram de maneira oposta são os mesmos.
   No mínimo o que se pode pensar é que pelo menos numa das vezes erraram. E em minha opinão desta vez é que erraram.

   Aproveito a oportunidade para desejar umas Boas Festas a todos os que visitam esta página.

20-07-2004      Os Jogos Olímpicos de Atenas

          A menos de um mês de distância estarão a decorrer os Jogos Olímpicos de Atenas.
   Aos 4 atletas que vão participar desejo as melhores felicidades nesta sua participação olímpica.
   Estou certo que terão uma presença condigna e que uma vez mais a modalidade sairá prestigiada desta aventura olímpica.
   Não se exigem medalhas, mas apenas que quando começarem a combater estejam em condições de disputar os lugares do topo da classificação.
Espero apenas que problemas de excesso de peso não retirem as possibilidades que todos à partida lhes reconhecem.

   A outra presença olímpica será a do árbitro Carlos Duarte, que de acordo com o que nos tem habituado ,terá certamente uma boa prestação e que por certo iremos ver nas transmissões televisivas em combates de atribuição de medalhas.

   Aproveito a oportunidade para desejar umas boas férias a todos os que visitam esta página.

13-05-2004      Os Campeonatos da Europa de Seniores

     A competição mais importante do calendário europeu decorrerá nos dias 14,15 e 16 de Maio em Bucareste.
   Será a última oportunidade para os judokas que ainda não têm garantida a sua presença em Atenas, poderem obter o direito de estarem presentes.
   Tarefa bastante difícil pois apenas lugares no Podio permitirão aos atletas portugueses alcançar esse objectivo.
   Votos de uma participação com êxito.

   A ausência de Nuno Delgado,há muito tempo lesionado e cuja convocatória para participar no "British Open" veio trazer a público uma grande desorganização ao nível da Alta Competição.
   Digo isto porque não estando em boas condições físicas foi convocado para participar na prova de Londres quando na realidade até tinha sido operado.
   Será que ainda conseguirá chegar a Atenas em condições para poder disputar os lugares do PODIO?
   Porque não foi submetido a intervenção cirúrgica mais cedo?
   Qual foi o papel do responsável pela Alta Competição em toda esta situação?
   Estas dúvidas serão certamente esclarecidas pela Federação...

Inicio
2003

22-10-2003             Aniversário e Não Só

      No próximo dia 28 de Outubro decorre mais um Aniversário da fundação da Federação Portuguesa de Judo mais concretamente o 44º.
   Por este motivo, no passado dia 18 de Outubro , realizou-se o 5º Convívio de Judokas , que como vem sendo hábito reuniu praticantes de várias gerações para celebrar a efeméride. A confraternização deste ano contou com a presença de 76 participantes vindos de diversos pontos do país incluindo Açores e mesmo um de Espanha e outro de Angola onde residem actualmente.
   Tal como tem sido feito nas edições anteriores, a Comissão Organizadora , constituida pelo Eng. Hugo d'Assunpção, Prof. Manuel Araújo Pedreira e Fernando Costa Matos , deliberou homenagear Manuel Matos Reis, António Sors Lagrifa e Álvaro Nascimento, que assim se juntam aos anteriores homenageados que foram:

      Duarte A.Leal -                        1999
      Arlindo Carvalho -                  2000
      Armando Costa Lopes -       2000
      José Pinto Farias -                 2001
      Francisco Prista Caetano -  2002

   O Convívio de Judokas do próximo ano vai realizar-se no sábado, dia 23 de Outubro, no Restaurante Caravela d'Ouro em Algés.

   Por seu lado a Federação organiza no próximo dia 25 o jantar oficial comemorativo da efeméride .

   Embora com atraso é justo referir aqui o nome da atleta Joana Cesário, judoka do Clube Recreativo do Calhabé, que nos Campeonatos da Europa de Esperanças realizados em Agosto no Azerbeijão , alcançou um brilhante 3º lugar. Os meus parabéns por esta classificação.
   Também quero daqui endereçar os meus parabéns ao atleta João Neto, judoka da A.C.Mocidade, que conquistou o 3º lugar nos Campeonatos do Mundo de Seniores realizados em Osaka em Setembro passado. Garantindo deste modo o direito de participar nos Jogos Olímpicos de Atenas.

   

02-07-2003            Após os Campeonatos da Europa de 2003

      Nos Campeonatos da Europa de Seniores realizados em Dusseldorf em Maio passado o atleta Nuno Delgado alcançou um brilhante 2º lugar. Destacaram-se também os atletas João Neto e Andreia Cavalleri. Parabéns pela classificação obtida e pelas actuações destes dois atletas.

     A 27 de Abril ,referi aqui a minha surpresa pela alteração à política de participação em provas internacionais a propósito da não autorização, por parte da Federação, da participação de alguns atletas numa prova para atletas com -23 anos (a expensas próprias) realizada na Arménia .
     Após essa referência , o Presidente da Federação manifestou-me o seu desagrado pela notícia dada , pois segundo ele a prova era um Campeonato da Europa e como tal a Federação não podia autorizar a participação de nenhum atleta a expensas próprias.
     Não gostando de dar informações incorrectas fui confirmar a veracidade da notícia dada. E para que não restem dúvidas que a prova realizada na Arménia não era um Campeonato da Europa basta que visitem o calendário da Federação Italiana de Judo e vejam as actividades do mês de Maio. Também a mesma informação pode ser vista na página da própria União Europeia de Judo.
     Por isso é legítimo pensar que outras razões poderão ter estado na base da decisão de não autorizar tal participação.

15-05-2003            Os Campeonatos da Europa de 2003 (2)

     Os Campeonatos da Europa de Seniores iniciam-se na 6ª feira 16 de Maio em Dusseldorf.

     Ausente por motivo de lesão o atleta que o ano passado subiu por 2 vezes ao PÓDIO, refiro-me naturalmente a Pedro Soares.
     São as contingências a que todos os que praticam desporto estão sugeitos.
      A Federação Portuguesa de Judo na apresentação oficial da equipa que vai participar nos Campeonatos de 2003 "esqueceu" o atleta Pedro Soares. Seria justo e teria ficado bonito uma referência ao atleta, que é apenas aquele que que mais medalhas já ganhou em Campeonatos da Europa.
     Para estes Campeonatos estão inscritos 295 atletas, dos quais 124 são do sexo feminino.Estes atletas representam um total de 36 países.

27-04-2003            Os Campeonatos da Europa de 2003 (1)

     Dentro de algumas semanas vão realizar-se na Alemanha os Campeonatos da Europa de Seniores e em que Portugal vai participar com uma equipa masculina e outra feminina.
     A preparação dos atletas decorreu de acordo com o que havia sido planeado pelos responsáveis,com estágios no Japão e Brasil para as equipas feminina e masculina respectivamente a que se seguiu a participação nas provas do circuito europeu.
     A escolha dos atletas já está feita, pois a menos que surja uma lesão arreliadora, os que estão melhor posicionados no Ranking deverão naturalmente estar em Dusseldorf em Maio.
     Os meus votos para uma boa participação nos Campeonatos.

     Também em Maio vai realizar-se em Yerevan (Arménia) uma competição para atletas -23 anos. Parece que a Federação não estará presente apesar de em 2002 ter sido uma grande defensora de provas para esta idade. As provas para esta idade são muito importantes para permitir uma melhor adaptação ao escalão de seniores. Aliás a alteração efectuada ao Calendário de Provas no início do ano já indiciava esta intenção.
     Mas o mais estranho é que havendo atletas interessados em participar na prova (pagando as suas despesas) a Federação desta vez não autoriza qualquer participação) contráriamente ao que é habitual.
     Será uma mudança de política ou apenas uma decisão pontual?

11-01-2003            Balanço da Época de 2002

    Terminada a época de 2002 é a altura de fazer um balanço do modo como ela decorreu a nível nacional e internacional.
Assim no aspecto internacional os factos mais relevantes foram :
     No sector masculino:
     As 2 medalhas ganhas pelo atleta Pedro Soares nos Campeonatos da Europa de Seniores, que de forma brilhante termina uma época que começara com um 1º e 2º lugar respectivamente nos Torneios de Sofia e da Inglaterra.
     As classificações obtidas por Nuno Delgado e Guilherme Bentes em Torneios do Circuito Europeu.

     No sector feminino:
     As atletas mais em evidência pelas classificações obtidas em provas internacionais foram Ana Hormigo e Catarina Rodrigues.

     Na Arbitragem:
     A continuação das boas actuações do árbitro Carlos Duarte nas provas internacionais em que tem actuado.
     A subida do árbitro Eduardo Garcia ao escalão mais alto da Arbitragem Internacional.      

     Nos acontecimentos diversos:
     O ano de 2002 fica também marcado pela morte de João Taborda antigo atleta do Judo Clube de Portugal e figura muito popular, embora controversa, dos anos 60 e 70. Foi árbitro nacional.Treinador do C.R.P. nº 5 da Encarnação. Foi dirigente federativo tendo ocupado cargos no Conselho Técnico e na Mesa da Assembleia Geral.

      Os pontos mais negativos da época foram a meu ver:
     A continuação da utilização do sistema de ranking para acesso ás provas nacionais mais importantes. Provocando reflexos negativos na prática da modalidade nas zonas da esfera de acção das diversas Associações pela diminuição da prática de Judo nas diversas regiões.
     A dificuldade que a F.P.Judo tem em dialogar com os diversos agentes da modalidade. Sejam eles Árbitros, Treinadores com atletas na Alta Competição e projecto Atenas 2004 e mesmo com as Associações. Sendo estas por vezes postas perante factos consumados e que não são apresentados em Assembleia Geral. Como ainda recentemente se passou com o Calendário e Normas para 2003.

Inicio
2002

28-10-2002              Aniversário

      Passa hoje mais um Aniversário da fundação da Federação Portuguesa de Judo.
   Por isso, no passado sábado realizaram-se 2 jantares para celebrar a efeméride. Um deles, o jantar oficial promovido pela Federação com a presença de entidades oficiais. O outro que vai já na sua 4ª edição, é um Convívio de Judokas de várias gerações.
   Para já é de assinalar este facto que por si só atesta a vitalidade da modalidade.
   No Convívio de Judokas deste ano participaram 70 judokas de várias gerações vindos de diversos pontos do país incluindo Açores e mesmo um de Espanha e outro de Angola onde residem actualmente.
   Tal como tem sido feito nas edições anteriores este ano foi homenageado um Judoka. Este ano a Comissão Organizadora indicou o nome de Francisco Prista Caetano que assim se junta aos anteriores homenageados que foram:
               Duarte A.Leal - 1999
               Arlindo Carvalho - 2000
               Armando Costa Lopes - 2000
               José Pinto Farias - 2001
   O Convívio de Judokas do próximo ano vai realizar-se no sábado, dia 18 de Outubro, no Restaurante Caravela d'Ouro em Algés.    

01-10-2002            Arbitragem, Árbitros e Reciclagens

      No passado fim de semana decorreu o 2º Estágio Nacional de Arbitragem da corrente época. Participaram 4 dezenas da árbitros a maioria dos quais arbitra com regularidade em provas nacionais.

     Para além da oportunidade que os árbitros têm de actualizarem os seus conhecimentos,tirarem dúvidas,partilharem experiências e serem informados sobre o rumo que a aplicação de algumas das Regras está a tomar,é sempre um momento que proporciona a possibilidade de uns momentos de convívio aos seus participantes.
     Para além da oportunidade que os árbitros têm de actualizarem os seus conhecimentos,tirarem dúvidas,partilharem experiências e serem informados sobre o rumo que a aplicação de algumas das Regras está a tomar,é sempre um momento que proporciona a possibilidade de uns momentos de convívio aos seus participantes.
     Julgo que a Federação deveria penalizar as Associações que não se façam representar nestas acções,retiramdo-lhes a parte da verba que lhes é atribuida para a Arbitragem.As verbas não atribuidas poderiam ser canalizadas para:
     1.Melhorar as condições em que são feitos os Estágios.
     2.Apoiar as Associações enviando Árbitros para efectuarem as suas Reciclagens (quando solicitado).

19-07-2002            Boas Férias

    Por um período de algumas semanas este site não será actualizado devido a férias do seu responsável.
     Aproveito a oportunidade para desejar Boas Férias a todos os que visitam esta página.
     Espero que tenham gostado das alterações efectuadas ao nível das fotografias e das participações nos Jogos Olímpicos.

01-06-2002            Os Campeonatos Nacionais de Equipas Seniores

     Hoje vão realizar-se os Campeonatos Nacionais de Equipas Seniores.
    Há grande expectativa quanto ao desfecho das provas desta tarde e isto por 2 motivos:
     1.Já não se realizam provas nacionais de equipas neste escalão desde finais de Abril de 2001 (uma vez que a Federação unilateralmente cancelou a realização da Taça de Portugal calendarizada para o último trimestre de 2001).
     2.Há um maior número de equipas com valor para disputarem os lugares do podio pelo que julgo que esta tarde vai haver muita emoção e bons combates no Pavilhão dos Maristas em Lisboa.

     Embora fora do âmbito do tema de hoje é de inteira justiça realçar a conquista de 2 medalhas no Campeonato da Europa de Seniores de Maribor pelo atleta Pedro Soares (S.A.D.).
     Após um interregno de 6 anos voltar a subir ao Pódio nos Europeus de Seniores é digno de realce. Parabéns.

23-03-2002            Assembleia Geral da Federação e não só

    Este fim de semana a modalidade apresenta-se com uma agenda muito carregada .
Esta tarde está marcada a Assembleia Geral Ordinária da Federação e a ordem de trabalhos apresenta 2 temas:
     

  • Discussão e votação do Relatório e Contas referentes ao exercício de 2001.
  • Discussão e aprovação do Regulamento de Alta Competição.


     Domingo, em Rio Maior e com início marcado para as 10.00 horas, vão decorrer os Campeonatos Nacionais de Juniores.
     Igualmente no Domingo, também em Rio Maior e após a realização do Campeonato Nacional de Juniores,está agendada uma reunião da Federação com os Árbitros da modalidade.

    A não apresentação em tempo útil de documentos de suporte ás contas poderá criar algumas dificuldades aos dirigentes federativos já que as Associações não parecem querer continuar a passar cheques em branco aos dirigentes federativos.
     Quanto aos Campeonatos de Juniores,apesar do famigerado "Ranking" que a Federação teima em manter,espero que o Campeonato decorra com bom nível.

     Relativamente à reunião com os Árbitros, certamente não vai decorrerá em clima fácil, dado que ao longo de vários anos a Federação não dialogou com eles nem tentou resolver problemas reais que existiam e que se foram avolumando com o decorrer do tempo,já que os regulamentos existentes marginalizam os Árbitros de todo e qualquer intervenção neste sector e que é de primordial importância para o desenvolvimento e manutenção do nível que a modalidade tem actualmente.
        

    

10-01-2002            Balanço da Época de 2001

    Terminada que está a época de 2001 é a altura de fazer o balanço do modo como decorreu:
     Começando pelo aspecto internacional parece-me que os factos mais relevantes foram:

     O 2º lugar da seleção masculina no Final Four de equipas masculinas.
     A medalha de bronze da Catarina Rodrigues, alcançada na categoria OPEN do Campeonato do Mundo realizado em Munique.
     Os bons resultados internacionais obtidos pelo atleta João Pina no seu 1º ano como senior.
          As boas classificações alcançadas por alguns atletas juniores em vários Torneios internacionais. E nestes penso que é de realçar os atletas Pedro Dias e Joana Ramos com várias medalhas conquistadas.
     A continuação das boas actuações do árbitro Carlos Duarte nas provas internacionais.

     Os pontos mais negativos foram:

       O cancelamento de algumas provas nacionais calendarizadas,nomeadamente a Taça de Portugal prova com tradição no Judo português.
     A continuação da utilização do sistema de ranking para acesso ás provas nacionais mais importantes e que está a provocar uma diminuição da prática de Judo nas Associações e que a médio prazo vai ter reflexos negativos ao nível da prática da modalidade.
     O não cumprimento por parte da F.P.J. (Direcção) de algumas normas que ela própria impõe às Associações.
     A marcação de uma A.Geral para as vésperas do Natal e o seu posterior cancelamento/adiamento devido ao protesto das Associações perante a inoportunidade da data escolhida.  

Inicio
2001

08-12-2001              4º Aniversário desta Página

     Esta página completa hoje 4 anos de existência.
     Durante todo este período tem sempre sido feita uma actualização regular apenas com uma ligeira interrupção nas férias da Páscoa e durante o mês de Agosto.
      Espero poder continuar a manter esta página actualizada e ao mesmo tempo melhorar a sua apresentação e facilidade de navegação.

     O ano passado em Dezembro propuz aqui neste local que todas as Páginas, que tivessem como tema o Judo,estivessem ligadas entre si por meio de "links" tendo apenas obtido resposta concordante do CDUL.
     Em relação à F.P. Judo, reforcei essa proposta com um contacto pessoal com o Presidente António Aleixo o qual foi infrutífero. Por último em Setembro obtive a concordância da A.Lisboa, que fica certamente a dever-se ao facto de ter havido uma mudança de Corpos Gerentes naquele organismo.

     A algumas horas do início da Final Four do Campeonato da Europa por equipas masculinas que vai realizar-se no Funchal faço votos para que a equipa tenha uma participação digna.

     A terminar aproveito a ocasião para desejar Boas Festas a todos os visitantes desta Página, aos judokas em geral e aos meus Amigos em particular.

24-11-2001            Os Campeonatos Nacionais de Seniores

      A prova individual mais importante do Calendário de Actividades da F.P.Judo vai disputar-se no Domingo 25 de Novembro.

      A prova prevista para se disputar nos dias 24 e 25 de Novembro, de acordo com o documento difundido no início da corrente época,pela entidade federativa,vai desenrolar-se em um dia apenas.

     As competições vão realizar-se num recinto que tem as melhores condições para a prática da modalidade o que certamente não deixará de se reflectir no nível do Judo a ser praticado.Aparentemente a maioria dos nossos melhores atletas irão participar, o que á partida permite esperar que o nível do espectáculo seja bom.

     De lamentar a ausência provocada por lesão de 4 ou 5 atletas,entre os quais destaco o Michel Almeida,João Pina e Gonçalo Farinha, a quem desejo um rápido regresso ás competições.

     Espero que os Campeonatos decorram com bom nível, sem tempos de paragem desnecessários e que haja uma boa moldura humana no Estádio Universitário.

22-10-2001            As 2 Faces da Medalha

    Nos últimos meses a modalidade tem conquistado posições de relevo com a obtenção de medalhas em diversas provas e escalões.
     Tem sido com enorme satisfação que os adeptos da modalidade têm acompanhado estes resultados que a todos enchem de satisfação e que permitem pensar que esta fase se poderá prolongar por mais algum tempo.
     Os meus parabéns aos atletas que tão brilhantemente têm participado nas provas internacionais e subido ao Pódio.

     Mas tudo isto não permite fazer esquecer alguns aspectos negativos a nível nacional e que a meu ver é importante não esquecer.

     Refiro aqui alguns deles:

  •      A Federação ter muito recentemente cancelado provas do Calendário Nacional.
  •       Existirem Regulamentos que restringem em muito a participação de atletas nas provas Nacionais.
  •       Cerca de 2/3 das Associações quase não terem actividade competitiva regular na sua zona.
  •      Um número elevado de Associações que sistemáticamente não apresentam árbitros nos Estágios que são organizados e de frequência "obrigatória".

         Penso que seria útil efectuar um debate alargado sobre estes e outros aspectos da modalidade.

  • 21-07-2001            O Campeonato do Mundo de Seniores

         Dentro de poucos dias os atletas portugueses estarão a participar uma vez mais num campeonato do Mundo da modalidade
        Os atletas selecionados são certamente os que de momento e na opinião dos responsáveis estão em melhores condições para garantirem uma participação de qualidade
         Não se exigem lugares no Pódio,espera-se porém uma participação empenhada de todos os atletas.
         É certo que a equipa possui 3 elementos com muita experiência e um bonito palmarés e que no 1º Campeonato do Mundo após os Jogos Olímpicos de Sydney,livres da pressão da obtenção de mínimos,poderão efectuar um bom Campeonato.

         Votos de uma boa participação.

    21-07-2001            Dualidade de Critérios?

        Os factos relatados no mês passado continham uma incorreção.
        O Estágio da Páscoa para atletas do escalão de Esperanças,realizou-se em Coimbra, tendo o Estágio dos Juniores sido realizado em Rio Maior.

    21-06-2001            Dualidade de Critérios?

        Em Abril disseram-me que por motivos disciplinares alguns atletas do escalão de Esperanças tinham sido suspensos por factos ocorridos no Estágio da Páscoa realizado em Rio Maior.

         Em Junho por ocasião do "Open de Lisboa" soube que um número elevado de atletas Juniores tinham sido impedidos de participar e que se encontravam suspensos. Alegadamente por factos passados no Estágio de Coimbra.

         Informaram-me que no total as suspensões ultrapassavam as 2 dezenas de atletas. Fiquei atónito e naturalmente preocupado com o que se estava a passar na modalidade.

         Esta semana pessoa amiga contou-me que as suspensões aos atletas Juniores tinham sido canceladas,mantendo-se contudo as aplicadas aos atletas Esperanças.

         Entretanto alguns dos atletas suspensos entraram num Torneio realizado em Tomar e uma das atletas participou num Estágio Federativo.

         Óbviamente existe aqui uma dualidade de critérios no tratamento das suspensões tanto mais de estranhar se atendermos ao facto dos atletas Esperanças terem apenas 15/16 anos.

         A dúvida que ocorre é a seguinte:
         Onde estavam os treinadores e o responsável pelos respectivos Estágios?
         Certamente ausentes pois não me parece possivel que estivessem presentes quando ocorreram.
         Estarão suspensos e a aguardar o desfecho dos inquéritos?

         No ano passado o Presidente da Federação disse-me que finalmente com a aprovação do Regulamento de Disciplina dispunha finalmente dos mecanismos necessários para poder actuar rápidamente neste sector.

         Manifestei-lhe o meu desacordo pois entendia que o que ele tinha arranjado era apenas a possibilidade de suspender/castigar apenas os que lhe fossem incómodos.

         E neste momento até parece que infelizmente tinha razão.

    25-05-2001            Rescaldo dos Campeonatos da Europa

        Terminados os Campeonatos da Europa realizados em Paris e a 2 meses dos Campeonatos do Mundo é importante analisar os resultados decepcionantes alcançados.

         10 atletas,18 combates efectuados com apenas 4 deles a ganharam 1 combate.
         Mesmo que os atletas estivessem num dia não e que o sorteio fosse desfavorável a todos eles os resultados alcançados são certamente motivo de reflexão.

         Continuo a acreditar nos atletas que em diversas ocasiões já demonstraram o seu valor, mas certamente alguma coisa terá de ser alterada na sua preparação afim de que eventuais coincidências não se voltem a repetir.

         Felizmente há um responsável pela Alta Competição pois isto de seleções para Campeonatos da Europa de Seniores e Campeonatos do Mundo são assuntos da sua responsabilidade.

    18-05-2001            Os Campeonatos da Europa de Seniores

        As equipas nacionais masculina e feminina iniciam hoje a sua participação na prova individual mais importante que se realiza na Europa.

        Alguns dos atletas que à partida poderiam estar presentes não vão participar por diversas razões,caso de Michel Almeida por motivo de lesão, Guilherme Bentes por opção do responsável e ainda Filipa Cavalleri e Pedro Soares.

        Certamente foram selecionados os atletas que os treinadores pensam que poderão á partida disputar os lugares cimeiros do "Pódio".

        Alguns ficarão pelo caminho e nada haverá a recriminar pois são as contingências próprias do Desporto.

        Aos atletas e ao àrbitro Carlos Duarte os meus votos de boa participação.

    18-03-2001            No Rescaldo das Eleições

        António Lopes Aleixo ganhou as eleições para novo mandato à frente dos destinos da Federação Portuguesa de Judo.

        A surpresa destas eleições residiu no facto de a lista única por si liderada ter apenas obtido 66% dos votos.

        Ao fim de 4 anos as Associações deverão certamente ter querido mostrar que o estilo de liderança seguida com atropelos aos regulamentos e falta de diálogo com Associações e clubes tem seguramente os dias contados.

        Depois deste cartão amarelo mostrado aos Corpos Gerentes, espero que algumas das estratégias seguidas pela Direcção no sector de provas, alta competição, selecções e alguns aspectos administrativos sejam repensadas e eventualmente modificados.

        Não tenho dúvidas que na Arbitragem vão haver melhorias significativas e isto por que se atingiu o nível mais baixo deste sector e mais importante ainda pela pessoa do responsável do sector e pela equipa que reuniu.

    13-03-2001            As Eleições Para 2001-2004

        António Lopes Aleixo recandidata-se a novo mandato à frente dos destinos da Federação Portuguesa de Judo no que é acompanhado pela maioria dos elementos que foram eleitos para o mandato 1997-2000.

        Apenas no Conselho de Arbitragem vão haver mudanças radicais motivadas pelo desempenho dos seus membros á frente dos destinos da arbitragem portuguesa.

        Ao fim de 4 anos de não cumprimento pelo Conselho de Arbitragem das promessas eleitorais resolveu finalmente o Presidente António Aleixo convidar o árbitro Carlos Duarte para novo responsável pelo sector de Arbitragem.

        Haverão certamente motivos para discordar com actos da Direcção que continuará por vezes a não cumprir os regulamentos que ela própria fez aprovar.

        Mas a menos que me engane redondamente, no sector da Arbitragem, vai haver uma melhoria significativa, pelo que aguardamos com alguma expectativa o ciclo que se vai iniciar.

    22-01-2001            Balanço da Época de 2000

        Os factos mais relevantes da época foram:

        A medalha de Bronze ganha nos Jogos Olímpicos de Sydney pelo atleta Nuno Delgado.

        O título de Campeão da Europa de Seniores ganho pelo atleta Michel Almeida.

        O 2º lugar alcançado no Campeonato da Europa de Juniores pelo atleta João Pina.

        As boas classificações que vários atletas alcançaram em Torneios de nível A.

        Alguns bons resultados obtidos no estrangeiro por outros atletas.

        As boas actuações do árbitro Carlos Duarte nas provas internacionais.

        A falta de actualização regular da página da Federação na Internet. Que faz recordar o tempo em que a página não oficial, mantida pelo Paulo Santa Marta, funcionava e permitia uma consulta e divulgação rápida do que mais relevante acontecia ou estava para acontecer na modalidade.

        A falta de liderança no sector da Arbitragem que está a contribuir para o progressivo abaixamento do seu nível.

        O sistemático atraso no início das provas Nacionais relativamente aos horários divulgados.

        A teimosia em fazer os combates para atribuição de medalhas á mesma hora,quando o Pavilhão em que se realizam não tem as condições para a prática da modalidade (temperatura) aumentando as probabilidades de aparecimento de lesões.

        A terminar quero expressar aqui:

  • Os meus agradecimentos a António Lopes Aleixo, Presidente da Federação, pois apenas devido ás suas instruções específicas, me são fornecidas as folhas de provas Nacionais que me permitem divulgar os seus resultados quase sempre no próprio dia em têm lugar.
  • Inicio
    2000
    25-12-2000         O Panorama da Arbitragem

       A 31 de Dezembro deste ano Miguel Corrula cessa a sua actividade de árbitro internacional por ter atingido o limite de idade para exercer tal actividade.
       Pelo mesmo motivo o árbitro Augusto Almeida também terminou a sua actividade internacional em Dezembro de 1999.
       Entretanto no decorrer da corrente época Fausto Martins de Carvalho pediu a suspensão da actividade.

       Deste modo num espaço de um ano a Federação vê reduzido em 50% o seu quadro de árbitros internacionais.

       E a menos que a intenção oficial seja o de limitar drásticamente o seu número, torna-se urgente pensar em substituir os elementos que terminaram a sua actividade.
       É certo que os árbitros nacionais em actividade não permitem grandes escolhas, pois para além dos condicionalismos derivados do Regulamento (limite de idade) há que ter em atenção a necessidade de dominar uma das linguas oficiais da U.E.Judo.
       Parece-me que apenas o árbitro Luis Paz reune estas condições; por isso torna-se necessário que seja implementado um programa de preparação para o candidato, para que este tenha as melhores possibilidades para ser bem sucedido.

    15-12-2000         A Propósito do 3º Aniversário desta Página

       Completaram-se já 3 anos que mantenho esta página sobre Judo.
    A experiência adquirida até ao momento permite-me pensar que será possivel continuar com este projecto e eventualmente melhorá-lo.
         Algumas alterações serão introduzidas e implementadas a partir do início do próximo ano.
         A partir de Janeiro de 2001 deixará de haver uma secção dedicado exclusivamente á A. de Lisboa,como aconteceu durante todo o ano de 2000.
         Em sua substituição passará a haver um espaço dedicado a notícias e resultados de todas as Associações que me forneçam esses elementos.
         Já existem várias páginas sobre Judo nomeadamente de algumas Associações, a da Federação e algumas páginas de praticantes.
         Proponho aos seus responsáveis que estas passem a estar ligadas entre si.
         Deste modo a todas as páginas de Judo que coloquem um "link" para a minha página terão um "link" nesta página.
         Aguardo as vossas respostas e ou sugestões

    12-10-2000         Os Jogos Olímpicos de Sydney    (2)

       Terminaram os Jogos e a modalidade vive ainda um momento de euforia motivado pela medalha de Bronze conquistada pelo atleta Nuno Delgado.
       Naturalmente que este resultado encheu de satisfação todos os judokas em geral e particularmente os companheiros de treino e os seus treinadores no clube que representa.
       De salientar o atleta Michel Almeida que teve igualmente presença brilhante na sua 2ª presença olímpica.
       Aliás toda a equipa masculina teve comportamento meritório.
        Esperemos que os dirigentes saibam aproveitar o resultado alcançado para obter mais apoios para modalidade. Apresentando um plano de acção credível para os próximos 4 anos visando a melhoria qualitativa do Judo e que ao mesmo tempo permita alargar e consolidar a sua base de praticantes. Permitindo que a modalidade no seu todo venha a beneficiar desse feito histórico.

    14-09-2000         Os Jogos Olímpicos de Sydney    (1)

       Com os Jogos a iniciarem-se a atenção de todos os desportistas está virada para Sydney.
       Todos os atletas desejam alcançar o melhor resultado possivel e os judokas não são excepção.
       A preparação a que foram submetidos os atletas deu-lhes seguramente as melhores possibilidades para estarem á altura do desafio que agora se lhes depara.
       Como em outras ocasiões confio no valor dos atletas e estou certo que terão uma boa participação nestes Jogos.
       Não se exigem medalhas mas apenas que façam o seu melhor. Boa sorte e se por acaso algo não correr bem não culpem as arbitragens.

    14-07-2000         Férias de Verão    

       Com a maior parte dos atletas a reduzir a carga do treino e a pensar no período de férias que se avizinha alguns assuntos merecem alguma atenção como por exemplo:
        A realização do Campeonato da Europa de Esperanças depois de um interregno de 12 anos. Estes Campeonatos vão realizar-se na Roménia nos dias 22 e 23 de Julho.
       A preparação que os atletas que vão participar nos J.Olímpicos de Sydney estão a fazer.
       Daqui envio um abraço de parabéns e votos de muitas repetições ao antigo treinador da selecção feminina de Judo e antigo atleta olímpico José Pinto Gomes cujo aniversário decorre hoje.

    30-06-2000         Ainda o Congresso do Judo    

       Há mais de ano realizou-se o 2º Congresso da Modalidade. Na altura do seu encerramento foi públicamente afirmado, pelos mais altos representantes da Federação, que as conclusões seriam difundidas aos agentes da modalidade e enviadas a todos os participantes no Congresso.
        Tal não se verificou, pelo que se pode pensar que uma destas hipóteses aconteceu:
       1.Não se tiraram conclusões.
       2.Não houve tempo de as elaborar.
       3.As conclusões são interessam aos federativos não havendo necessidade de as difundir pelos congressistas,associações,clubes e treinadores.
       4.Pura e simplesmente foi tudo esquecido.     

    09-06-2000         Depois do Campeonato da Europa de Seniores    

       Com a brilhante vitória de Michel Almeida no Campeonato da Europa de Seniores, a modalidade atingiu um patamar nunca antes atingido, ou seja 2 títulos em anos consectivos.
       Tal como afirmei antes do Campeonato da Europa confiava no valor dos atletas selecionados para representar a Federação e não me enganei.
       Em relação ao 1º lugar do Michel Almeida fiquei naturalmente satisfeito por várias razões:
       1.Por ser um atleta trabalhador e que é um bom exemplo para a juventude.
       2.Ter superado com êxito as lesões que a dada altura o apoquentaram.
       3.Ter-se adaptado com facilidade a esta nova categoria de peso.
       Com esta vitória tornou-se provavelmente o atleta que ostenta o melhor palmarés na modalidade.

    18-05-2000         O Campeonato da Europa de Seniores    

       A prova mais importante do Calendário Europeu de Seniores tem o seu início ás 12.00 horas de hoje, (hora de Lisboa) em Wroclaw, na Polónia.
       Os Campeonatos terão lugar no People's Hall que tem capacidade para 6000 espectadores.
       Para além da importância que a realização de um Campeonato da Europa tem,trata-se da última possibilidade de confirmar ou obter o direito a participar nos Jogos de Sydney.
       A escolha dos atletas portugueses foi a mais fácil dos últimos anos dado que foram selecionados os melhores classificados no Ranking Europeu da modalidade.
       Para uma grande parte dos selecionados,a sua participação em Sydney depende dos resultados deste Campeonato.
       Por mim, confio no valor dos atletas e faço votos para que obtenham os resultados que pretendem e que estão ao seu alcance.

    17-04-2000         O Ranking Nacional de Juniores    

       A Federação apostou na utilização do sistema de Ranking para determinar quem pode participar nos próximos Campeonatos Nacionais de Juniores.
       No entanto ainda não definiu quais e em quantas provas se torna necessário participar para se poder reunir as condições de participação.
       Não sou a favor do sistema de ranking para determinar quem pode participar em provas nacionais. Mas uma vez que os responsáveis federativos querem que assim seja feito, parece-me que deveria ser amplamente divulgado como vai funcionar o sistema.
       Parece-me que as Associações mais activas no contexto nacional deveriam organizar as provas.
       Deste modo apresento a minha sugestão:  

  • Um total de 6 provas
  • Cada atleta podia participar em 4 provas no máximo
  • Apenas contariam os 3 melhores resultados
  • quanto aos locais e organização aonde se realizariam as provas:
        A.Lisboa
        A.Santarem
        A.Açores
        A.Madeira
        A.Coimbra
        A.Setubal

       Um sistema deste género permitiria uma descentralização pelas Associações mais participativas nas competições e um equilíbrio na distribuição geográfica o que tornaria menos onerosa a participação e qualificação.
  • 08-04-2000         Depois do Circuito Europeu    

       Terminado o circuito europeu e faltando apenas disputar o Campeonato da Europa é já possivel começar a fazer uma primeira avaliação das perspectivas de qualificação dos atletas portugueses para os Jogos de Sydney.
       Masculinos:
       -100 Kgs Pedro Soares está em 5º no Ranking com um total de 80 pontos e parece ter já assegurado a sua qualificação.
       -81 Kgs Nuno Delgado com o seu lugar assegurado obteve 50 pts obtidos em 2 provas demonstrou que está preparado.
       -73 Kgs Michel Almeida somou 53 pts e está em 8º lugar no Ranking.Guilherme Bentes somou 33 pts e quedou-se em 10º lugar.
       -66 Kgs Pedro Caravana está com 43 pts e em 8º lugar. Por sua vez César Nicola está imediatamente a seguir embora apenas com 38 pts.
       Os restantes atletas adquiriram bastante experiência e poderão ser os principais candidatos a participarem nos Jogos de 2004.
    Femininos:
    -52 Kgs Paula Saldanha está em 6º com 45 pts
    -57 Kgs Filipa Cavalleri está na 4ª posição com 45 pts
    -63 Kgs Andreia Cavalleri somou 50 pts e está na 6ª posição.
    -70 Kgs Catarina Rodrigues terminou na 8ª posição somando 20 pts
    -78 Kgs Sandra Godinho obteve apenas 13 pts,mas como tem a sua participação assegurada tem ainda tempo para se preparar convenientemente
    As atletas sobretudo nos -63 Kgs e -70 Kgs têm a sua participação mais dificultada,pois necessitam de ter uma actuação muito positiva para poderem conquistar os pontos necessários para alcançar a desejada qualificação.

    Os responsáveis pela escolha dos atletas para o próximo Europeu de Seniores têm a sua tarefa facilitada pois o Ranking indica sem margem para dúvidas quem são os atletas que conquistaram o direito de estar presente na Polónia.Que apenas deverá poder ser alterado se alguma lesão grave a isso obrigar e isto se for seguido um critério estritamente desportivo.

  • Um total de 6 provas
  • Cada atleta podia participar em 4 provas no máximo
  • Apenas contariam os 3 melhores resultados
  • quanto aos locais e organização aonde se realizariam as provas:
        A.Lisboa
        A.Santarem
        A.Açores
        A.Madeira
        A.Coimbra
        A.Setubal

       Os restantes atletas adquiriram bastante experiência e poderão ser os principais candidatos a participarem nos Jogos de 2004.
    Femininos:
    -52 Kgs Paula Saldanha está em 6º com 45 pts
    -57 Kgs Filipa Cavalleri está na 4ª posição com 45 pts
    -63 Kgs Andreia Cavalleri somou 50 pts e está na 6ª posição.
    -70 Kgs Catarina Rodrigues terminou na 8ª posição somando 20 pts
    -78 Kgs Sandra Godinho obteve apenas 13 pts,mas como tem a sua participação assegurada tem ainda tempo para se preparar convenientemente
       As atletas sobretudo nos -63 Kgs e -70 Kgs têm a sua participação mais dificultada, pois necessitam de ter uma actuação muito positiva para poderem conquistar os pontos necessários para alcançar a desejada qualificação.

       Os responsáveis pela escolha dos atletas para o próximo Europeu de Seniores têm a sua tarefa facilitada pois o Ranking indica sem margem para dúvidas quem são os atletas que conquistaram o direito de estar presente na Polónia. Direito que apenas poderá ser alterado se alguma lesão grave a isso obrigar e isto se for seguido um critério estritamente desportivo.

  • 05-02-2000         As primeiras provas da Época de 2000    

       Já com 2 provas realizadas e na véspera do Campeonato Nacional de Esperanças é possivel começar a analisar como decorreu o início da época.
       O Torneio Nacional de -23 anos foi do ponto de vista desportivo uma prova bem disputada, com bom nível competitivo e agradável de assistir.
       No aspecto organizativo deixou muito a desejar senão vejamos:

       As pesagens tiveram início ás 08.00 horas da manhã, a competição foi realizada apenas em 3 áreas de competição, participaram 125 atletas e os prémios só começaram a ser distribuidos pelas 17.00 horas da tarde.

       Julgo que deveria haver mais consideração pelos atletas. E não querendo pressionar a Federação sugiro que voltem a analisar esta questão, porque para massacrar os atletas já basta ter que suportar os pavilhões frios e pouco confortáveis aonde infelizmente se realizam a maioria das provas.

       A salientar é que apesar de não ter sido utilizado o sistema de "ranking" e a inscrição ter sido aberta a prova teve muito bom nível. O que na prática demonstrou que limitar o número de inscrições não será certamente a melhor solução para elevar o nível das competições.

    O Campeonato Nacional Absoluto foi uma prova de fraco nível a que não foi certamente alheia a idéia peregrina da Federação de marcar, para os dias 28, 29 e 30 um "Estágio de Controlo" para os atletas Juniores e Seniores.

       Embora seja uma prova que não atraia os atletas das categorias mais leves, deveria haver o cuidado de não fazer coincidir as actividades. Ou então se a intenção é acabar com a prova então tenham a coragem de o fazer. Assim é que não me parece correcto.

    13-01-2000         Balanço Sucinto da Época de 1999    

       Terminada a época de 1999 é altura de fazer um breve balanço do modo como decorreu.

       De Destacar:
       O título de Campeão da Europa de Seniores obtido pelo atleta do S.A.D. Nuno Delgado.
       O 2º lugar alcançado no mesmo Campeonato pela atleta do C.N.F. Paula Saldanha.

       De realçar:
       As boas classificações obtidas em vários Torneios de nível A, por diversos atletas, ao longo da época.

           De notar:
       Alguns bons resultados obtidos no estrangeiro por atletas de outros escalões.

       De Salientar:
       A realização do 2º Congresso da modalidade.
       A presença do Presidente do Comité Olímpico de Portugal numa das jornadas do Campeonato Nacional de Seniores.
       A boa actuação do árbitro Carlos Duarte no plano internacional.

       De Lamentar:
       A falta de liderança do Presidente António Aleixo que delega mas não controla o que se passa na modalidade.
       A não distribuição aos participantes das prometidas conclusões do Congresso da modalidade, realizado há mais de 6 meses, e que naturalmente todos aguardam,com expectativa.
       O desaparecimento da página não oficial da Federação mantida durante vários anos por Paulo Santa Marta pela importante informação que fornecia em tempo útil.
       O não cumprimento pela Federação, do Regulamento de Graduações imposto aos praticantes, logo na 1ª vez em que foram efectuados exames após a sua entrada em vigor.
       A tentativa de alterar no final da época as normas que estavam em vigor relativamente a sistema de participação em futuras provas.

    Inicio
    1999
    18-12-99        Depois dos Nacionais de Seniores

       Realizados que estão os Nacionais de Seniores pode começar a ser feita uma primeira análise ao modo como decorreram.
       Por ser aquecido o Pavilhão utilizado oferecia boas condições para a realização destes Campeonatos, pelo que se registaram menor número de lesões.
       O nível das competiçõs no sábado foi fraco e nem a ausência de 3 atletas de nomeada como são o César Nicola, Pedro Caravana e o Nelson Brás consegue explicar. Apesar do despique animado e o interesse que alguns combates proporcionaram não conseguiu disfarçar essa evidência.
        No domingo as provas tiveram mais nível, mas globalmente penso que foram os campeonatos mais fracos da última década.
        Certamente o reduzido número de participantes em cada categoria retirou a estes Campeonatos o brilho e a espectularidade que o público e os atletas mereciam.
       Outro aspecto negativo foi a questão dos horários, pois o reduzido número de participantes (por imposição da Federação) deveria ter levado a uma utilização de um horário que não obrigasse os atletas e o público a terem que esperar horas para o recomeço das provas.

    22-11-99        Os Nacionais de Seniores

       No fim de semana de 27 e 28 de Novembro vão realizar-se os Campeonatos Nacionais de Seniores para atletas masculinos e femininos.
       São os últimos Campeonatos Nacionais antes dos Jogos Olímpicos de Sydney e em algumas categorias a luta pelo título vai ser acesa.
       Faço votos para que sejam uns campeonatos bem disputados com bom nível técnico e que nas bancadas se vejam bastantes espectadores a apoiar os seus atletas favoritos.
       Quem certamente não se apresentará nas melhores condições psicológicas será o atleta Nuno Delgado.
       O atleta do Sport Algés e Dafundo,Campeão da Europa de Seniores em 1999, integrado no Projecto Sydney e já com mínimos para os Jogos Olímpicos está colocado como Professor de Educação Física provisório em Castanheira de Pera no distrito de Leiria.
       De acordo com o Decreto-lei nº 123/96 de 10 de Agosto, nomeadamente o seu artigo 19º o atleta deveria ser destacado para uma Escola próximo da sua residencia ou então para a própria Federação para poder treinar convenientemente.
       O atleta encontra-se numa situação delicada, com a Escola a marcar-lhe faltas injustificadas e a descontar-lhe nos vencimentos.
       Na Federação a passividade ou incapacidade do responsável pela Alta Competição para resolver a situação que afecta o atleta dura já vários meses.
       É a altura do Presidente da Federação decidir resolver o assunto de acordo com os mecanismos legais ao seu dispor. O atleta é que não pode continuar a ser prejudicado.

    16-11-99        Homenagem Singela

       Vítima de doença prolongada, faleceu no passado dia 9 de Novembro o Comandante Afonso Henriques Maia Loureiro.
       Foi um dos sócios fundadores do Judo Clube de Portugal.
       Era sócio Honorário da Federação Portuguesa de Judo.
       Foi o 1º árbitro internacional da Federação Portuguesa de Judo.
       Para que a memória não se apague, foi um dos Homens que iniciou a modalidade em Portugal e cuja prática contribuiu decisivamente para a implantação do Judo... mais que outros que estão convencidos de o terem feito.
       Guardo dele a memória de uma personalidade forte, que conseguia conciliar a sua vida profissional com a a prática e estudo da modalidade de uma forma intensa e apaixonada durante os anos em que a praticou.
       Nessa altura quando saía do avião procurava um clube para treinar, umas vezes para ensinar, outras para aprender conforme o local que visitava.
       Foi por isso durante vários anos o elo de ligação entre os judokas de Luanda e Lourenço Marques com os que praticavam a modalidade em Lisboa.
       Repousa em paz.

    03-11-99        O 40º Aniversário da Federação

       A Federação Portuguesa de Judo completou 40 anos no passado dia 28 de Outubro.
       Nesse dia um grupo de judokas reuniu-se num convívio seguido de jantar. Neste jantar participaram 67 pessoas ligadas ao Judo.
       Entre os presentes estavam 8 antigos Presidentes,vários atletas olímpicos, a quase totalidade dos árbitros internacionais, antigos internacionais, muitos árbitros e treinadores.
       Foi um serão muito agradável de passar. Tendo no final os presentes decidido voltar a reunir no dia 28 de Outubro de 2000 para novo convívio.
       Por seu lado a F.P.J. organizou no dia 29 de Outubro um Jantar Oficial Comemorativo da efeméride. Curiosamente nem os antigos Presidentes, nem os árbitros internacionais, nem os atletas olímpicos (pelo menos a maioria), nem os árbitros em geral foram convidados a participar.
       Estranha maneira de proceder para quem na sua campanha eleitoral tinha um discurso moralizador e afirmava querer apaziguar a modalidade.
       Voltarei ao assunto oportunamente.

    22-10-99        Ainda o Campeonato do Mundo

       O mais categorizado árbitro internacional da Federação Portuguesa de Judo não actuou nos Campeonatos do Mundo recentemente realizados em Inglaterra.
       A falha dos responsáveis da Federação que impediu a participação do árbitro Carlos Duarte nos Campeonatos da Europa de Seniores realizados em Oviedo em 1998 estão certamente na origem da sua não convocatória.
       Na devida altura chamamos a atenção para as consequencias que poderiam surgir motivadas por essa falha.
       Posteriormente foi comunicado que a falha tinha sido colmatada e que portanto o referido árbitro não seria penalizado por esse facto.
       Porém depois de actuações altamente positivas nos 3 últimos Campeonatos do Mundo ficou de fora.
       Faço votos para que apesar de tudo ainda venha a ser escolhido para arbitrar nos Jogos Olímpicos de Sydney.
       Ficou a sensação de que os atletas estiveram de um modo geral apáticos talvez devido a uma preparação inadequada em termos de metodologia de treino. Esta idéia está reforçada pelo facto dos atletas Nuno Delgado e Guilherme Bentes não tendo seguido por motivos de lesão a mesma preparação acabaram por ser os que melhor se apresentaram em prova.    Foi um serão muito agradável de passar. Tendo no final os presentes decidido voltar a reunir no dia 28 de Outubro de 2000 para novo convívio.
       Por seu lado a F.P.J. organizou no dia 29 de Outubro um Jantar Oficial Comemorativo da efeméride. Curiosamente nem os antigos Presidentes, nem os árbitros internacionais, nem os atletas olímpicos (pelo menos a maioria), nem os árbitros em geral foram convidados a participar.
       Estranha maneira de proceder para quem na sua campanha eleitoral tinha um discurso moralizador e afirmava querer apaziguar a modalidade.
       Voltarei ao assunto oportunamente.

    18-10-99        Balanço do Campeonato do Mundo

       Terminados os Campeonatos do Mundo de Seniores é a altura de analisar a participação e os resultados obtidos pelos atletas portugueses.
       Para já 2 atletas obtiveram a qualificação para os Jogos de Sydney.
    O valor e a grande experiência da esmagadora maioria dos atletas selecionados faziam antever uma boa participação nesta deslocação a Inglaterra.
       A participação ficou aquém do que seria de esperar. Não pelos resultados, pois estes dependem de muitos factores, mas sim pelo modo como os atletas actuaram na prova.

    30-09-99        O Campeonato do Mundo

       A poucos dias do início do Campeonato do Mundo de Seniores é oportuno desejar os maiores êxitos aos atletas selecionados para participarem nesta prova.
       Birmingham vai ser durante 4 dias a capital do Mundo adepto da modalidade.
    Será a primeira prova de qualificação para os Jogos de Sydney.
       O valor e a grande experiência da esmagadora maioria dos atletas selecionados faziam antever uma boa participação nesta deslocação a Inglaterra.
       A espectativa de uma boa participação está presente no espírito de todos os que gostam da modalidade.
       Sabemos que nas bancadas do Pavilhão vão estar muitos adeptos da modalidade, que se deslocarão para assistirem a mais esta prova, é pois o momento para todos se unirem no apoio aos selecionados.
       A preparação seguida pelos atletas será certamente objecto de análise pelos interessados pela modalidade, mas apenas depois de concluidos os Campeonatos.

    09-09-99        Depois das Férias

       Com a época estival quase a terminar, os atletas, treinadores e clubes retomam gradualmente o seu ritmo normal de actividade.
       Lentamente os atletas regressam aos tapetes de Judo começando na prática uma nova época desportiva.
       Todavia para os atletas envolvidos na preparação para o Campeonato do Mundo a realizar em Outubro o trabalho já recomeçou há muitas semanas.
       A espectativa de uma boa participação está perfeitamente legitimada pelo valor dos atletas, pelos resultados obtidos nos Torneios e Campeonatos que antecederam o próximo compromisso que se realiza em Inglaterra.
       Esperemos que as lesões que apoquentam 3 dos potenciais participantes e candidatos a lugares de relevo na classificação não sejam impeditivas da sua presença na sua melhor forma.

    23-07-99        O Regulamento de Graduações

       Tal como havia previsto,o Regulamento de Graduações vai sofrer as suas primeiras alterações.
       Não esperava contudo que elas tivessem lugar agora.
       Mas de facto após a falta de cumprimento do Regulamento verificada logo na sua primeira utilização não restava outra alternativa.
       Que me lembre nunca nos 40 anos de vida da Federação foi convocada uma Assembleia Geral para a época de férias e ainda por cima para o 1º domingo de Agosto.
       Do ponto de vista da legalidade é perfeitamente correcto pois a época desportiva decorre de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro.
       Contudo não deixa de ser interessante a escolha da data.
       Faço votos para que as Associações compareçam na sua totalidade.
       Votos de Boas Férias.

    10-07-99        Exames Federativos de Graduação

       Vão realizar-se Exames Federativos de Graduação de acordo com o novo Regulamento.
       Será pois o primeiro teste público da nova orientação decidida sobre a problemática das graduações.
       Mas de facto após a falta de cumprimento do Regulamento verificada logo na sua primeira utilização não restava outra alternativa.
       Os exames vão ser certamente efectuados segundo o Regulamento agora em vigor. Embora pense que a curto prazo venha a ser alterado pelo menos na parte que se refere á constituição do júri de exame.
       E isto devido aos condicionalismos impostos pelo próprio regulamento e que são:

  • O Presidente da Comissão tem que estar sempre presente não estando prevista a sua substituição em caso de impedimento.
  • Quando hajam candidatos a 5ºDan nenhum dos membros do Júri pode ter graduação inferior a essa.
  • O Regulamento impõe que o Júri seja constituido por 5 elementos.

  •    Pelos motivos mencionados julgo que teremos alterações em breve, a menos que o Regulamento não seja para cumprir na sua totalidade.
    25-06-1999        II Congresso Nacional de Judo

       Pela 2ª vez na sua História a modalidade reune-se em Congresso.
       É a altura de fazer uma pausa para reflectir, fazer um balanço do que foi feito e traçar o Rumo com vista ao Futuro.
       Seja com a apresentação de propostas concretas ou pelo menos apontando pistas no sentido de fortalecer o desenvolvimento e implantação do nosso Desporto nas suas variadas vertentes.

    10-06-1999        Homenagem A Um Campeão

       Á semelhança do que havia sido feito quando o Pedro Caravana se classificou em 3º lugar no Campeonato da Europa, a secção de Judo do Sport Alges e Dafundo promove no próximo dia 18 de Junho, num restaurante de Alges, um jantar de homenagem ao Nuno Delgado.
       As adesões a esta iniciativa estão a ser bastante significativas e certamente os actuais atletas do S.A.D. assim como grande número dos que por lá passaram não perderão esta oportunidade para confraternizar e rever amizades.
       O Nuno Delgado, não sendo um atleta proveniente das escolas do S.A.D, desde o início soube integrar-se perfeitamente no ambiente da secção. É um atleta muito jovem e tem no plano desportivo um grande futuro á sua frente. Tem ainda uma grande margem para progredir no ponto de vista técnico-competitivo.
       Irá certamente ser integrado no projecto Sydney, apesar de lhe ter sido negada a entrada á relativamente pouco tempo, o que lhe permitirá maiores facilidades para poder continuar a treinar de acordo com as responsabilidades que contraiu.
       Os meus votos de parabéns e de continuação de êxitos desportivos

    29-05-1999        Depois dos Campeonatos

       A participação nos Campeonatos da Europa de Seniores de 1999 saldou-se pela conquista de 2 medalhas.
       Uma medalha de ouro para Nuno Delgado, atleta do Sport Algés e Dafundo e outra de prata para Paula Saldanha, atleta do Clube Naval do Funchal, o que constitui um feito magnífico nunca antes alcançado na modalidade.
       Parabens aos 2 atletas, aos seus técnicos e companheiros de treino nos respectivos clubes.
       Espero que as medalhas agora conquistadas não levem os federativos a esquecerem-se de fazer uma análise objectiva do que se passou no Campeonato e na fase que antecedeu a participação. Tirando as devidas ilações, corrigindo o que por ventura haja a corrigir, com vista a uma participação digna no Campeonato do Mundo a realizar em Outubro próximo.
       Interessante também será observar a posição da Federação Portuguesa de Judo face a futuras eleições a realizar na U.E.Judo.
       Isto tomando em consideração o que agora aconteceu ao Pedro Caravana e que já havia acontecido á Justina Pinheiro e que lhe custou a qualificação para os Jogos de Atlanta.
       E sempre com o voto favoravel dos dirigentes federativos.

    19-05-1999        Os Campeonatos da Europa

       Os atletas que vão participar nos Campeonatos da Europa de Seniores já se encontram no local da sua realização acompanhados pelos treinadores nacionais.
       Os resultados obtidos nos Torneios que antecederam a competição mais importante a nível da Europa permitem pensar que esta delegação reune á partida todas as condições para conquistar lugares no Podio.
       Faço votos para que esse objectivo seja alcançado embora saiba que não será tarefa fácil pois existe um grande número de atletas que potencialmente podem conquistar uma medalha.

    08-05-1999        O Projecto Sydney

       Recentemente a Federação Portuguesa de Judo divulgou a lista dos judokas incluidos no projecto Sydney. Naturalmente que se saúda a inclusão de novos nomes nessa lista. O que á partida indicia a vitalidade da modalidade. É um projecto aberto permitindo a retirada dos que não cumprem com os objectivos préviamente definidos, bem como a inclusão de outros que os alcançam.
       Michel Almeida, um dos judokas que ostenta um dos melhores palmarés da modalidade, foi excluido do projecto por não estar a alcançar resultados de relevo.
       A resposta do atleta foi pronta e eficaz, vence o Torneio da Holanda que como se sabe é um Torneio de categoria A e para que não restem dúvidas classifica-se em 3º lugar no Torneio de Inglaterra que se realizou 3 semanas mais tarde.
       Aguardemos calmamente a sua readmissão no referido projecto.

    14-04-1999        Notas Breves

       Com as seleções nacionais a ultimarem a sua preparação para os próximos Campeonatos da Europa e do Mundo aproveito a ocasião para saudar os atletas que nestas recentes participações internacionais têm obtido magníficos resultados para o Judo português.
       Na primeira quinzena de Abril alguns dos nomes grandes do Judo português festejaram mais um aniversário natalício aproveito a ocasião para lhes endereçar um abraço de parabéns.
       Estou concretamente a referir-me ao Rui Domingos, Antonio Matias, Prof.Kobayashi e ao Augusto Almeida filho.

    20-03-1999        Congresso do Judo

       Em fins do próximo mês de Junho vai realizar-se o 2º Congresso da Modalidade.
        Serão 2 dias de apresentação, analise e debate de propostas, cujas conclusões permitirão ajudar a traçar directrizes com vista a melhorar a modalidade do ponto de vista qualitativo e quantitativo.
       Na última Assembleia Geral da Federação o Exmº senhor Presidente da Mesa anunciou que seria um evento internacional e fez um apelo aos delegados presentes para que participassem no evento.
       Certamente várias comunicações serão apresentadas.
        No entanto julgo que os organizadores deveriam escolher o tema central do Congresso, o que facilitaria certamente todos os que pretendem colaborar nesta realização apresentando comunicações.

    20-02-1999        A próxima Prova Nacional

       No próximo domingo realizam-se os Campeonatos Nacionais de Juniores que serão disputados no Pavilhão do Colégio Marista de Lisboa.
       É a prova individual mais importante para os atletas Juniores. Espero que o nível técnico competitivo seja elevado e que a competição seja agradável de seguir.
       Entretanto como ainda não foram divulgadas alterações ás Normas federativas,aguardamos para ver se estas são para se cumprir ou se tal como aconteceu na Golegâ a Federação uma vez mais fará tábua rasa do que ela própria estabelece.

    09-02-1999        Normas Que Não Se Respeitam

       Nos Campeonatos Nacionais de Esperanças que se realizaram no passado domingo no Pavilhão da Golegâ, a Federação Portuguesa de Judo não cumpriu 3 normas que ela própria havia imposto ás Associações e Clubes e que determinavam que:   

  • 1.O sorteio será feito na 6ª feira que antecede a prova
  • 2.No sorteio os atletas serão separados em função do clube, associação e zona.
  • 3.Os atletas apenas poderão subir ao Podio para receber as medalhas conquistadas equipados com fato de Judo ou fato de treino.

       Fico a aguardar que sejam comunicadas as alterações ás Normas enviadas pela Federação. Pois se tal não acontecer as pessoas que acompanham a modalidade nas suas múltiplas vertentes ficarão sem saber quais as regras que regem o funcionamento da modalidade.

       Elas serão sempre uma incógnita para as Associações, Clubes, Atletas e Treinadores, pois estarão sempre dependentes da vontade passageira dos responsáveis.
        Uma fonte de atritos para todos para já não falar na falta de credibilidade para a Federação.
       Em relação ao ponto 1 fico satisfeito por ver que o bom senso imperou e aplaudo a decisão que espero que seja comunicada oficialmente ás Associações e Clubes.
  • 27-01-1999        Algumas Alterações

       A leitura da circular nº8 da F.P.J. de 22 de Janeiro sobre o Campeonato Nacional de Juniores a realizar a 28 de Fevereiro chamou a minha atenção para uma modificação muito grande que irá ser posta em vigor.
       Refiro-me á realização do sorteio da prova na 6ª feira que antecede a realização da mesma.
       É uma inovação brilhante do ponto de vista teórico,mas que na prática poderá fazer com que as competições sejam altamente desiquilibradas e isto se tivermos em conta o que se passa normalmente nas provas. Isto é, alguns dos inscritos não comparecem, outros não têm o peso em que se inscreveram.
       Até nas provas internacionais só são incluidos no sorteio os atletas que estão presentes no local da prova.
       É necessário contar com os atletas que viajam de avião como é o caso dos atletas das Associações da Madeira, Ilha Terceira ou do A.Açores, bem como todos os atletas das outras Associações que se deslocam de longe.
       Para já não falar dos atletas que se lesionam.
       Espero que este alerta não passe de um receio infundado da minha parte, mas serei o primeiro a reconhecer que estava errado se a medida resultar.

    10-01-1999        Ainda a època de 1998

       A brilhante participação nos Campeonatos Mundiais Universitários aliada á quadra festiva que agora terminou não me permitiram efectuar um balanço ainda que sucinto a alguns aspectos da época transacta.
       Começo pela análise das provas de equipas.
       Em relação á Taça de Portugal parece-me que o modelo escolhido não terá sido o mais feliz. Isto é, aproveitar a classificação obtida no Campeonato Nacional de Equipas para as escalonar para a Taça de Portugal e para a Taça de Honra não é a melhor solução.
       E isto porque os pesos escolhidos não são os mesmos utilizados no Campeonato Nacional de Equipas.
       Aliás o número reduzido de equipas participantes comprova o que acabamos de dizer, certamente porque os pesos escolhidos não são aqueles que têm maior número de participantes.

    Inicio
    1998
    26-12-1998         Campeonatos Mundiais Universitarios

       Embora não tendo sido uma participação federativa, os resultados obtidos nos Campeonatos Mundiais Universitarios recentemente realizados na Républica checa projectam para a ribalta a modalidade.

       Em 1º lugar os parabéns aos atletas que com o seu desempenho lograram alcançar um lugar de destaque nestes Campeonatos quer a nivel individual quer a nivel de equipas. Resultados que foram os melhores de sempre, entre todas as modalidades desportivas, desde que Portugal participa em Campeonatos do Mundo do Desporto Universitario .

       Esta brilhante participação obriga a pensar na necessidade de estabelecer um protocolo de cooperação com as entidades que superientendem o desporto universitário. E isto para que a ligação F.P.J. - F.A.D.U. não se circunscreva ao apoio na organização e realização dos Campeonatos Nacionais Universitários uma vez por ano.

       Por último deseja-se que os responsáveis aproveitem a ocasião para repensar na interligação com as as diversas estruturas do desporto, nomeadamente militar e do INATEL. O Judo é só um, pode é ser praticado a diversos níveis:

  •    Escolar
  •    Federado
  •    Militar
  •    Trabalho
  •    Se poder haver um protocolo de cooperação entre os diversos organismos que tutelam a modalidade na sua esfera de acção esta sairá reforçada no seu todo.

    11-12-1998         Taça de Portugal

       No dia 13 de Dezembro realiza-se a última prova nacional da corrente época. É uma prova de equipas cujo figurino tem variado nos últimos anos mais do que seria desejável.

       Veremos qual a aceitação do modelo actual. Espero que este ano um maior número de equipas participe na prova.

       Julgo que as alterações aos sistemas de provas só deveriam ocorrer de 4 em 4 anos no final do ciclo olímpico.

       Sempre baseadas em estudos estatísticos efectuados sobre as edições anteriores e para entrarem em vigor no início da época em que se inicia um novo ciclo olímpico.

    29-11-1998         Campeonatos Nacionais de Seniores

       No próximo fim de semana vai realizar-se a prova individual mais importante do calendario nacional. Para todos os atletas em geral e particularmente para os que neste momento acalentam fundamentadas esperanças de estar presentes em Sydney começa verdadeiramente a caminhada para aquela cidade australiana.

       Pois os que não pertencem ao grupo que integram o projecto Sydney terão que demonstrar agora que têm capacidades e valor para se poderem bater pela qualificação que será certamente mais difícil e exigente sobre todos os aspectos.

       Os meus votos para que sejam uns campeonatos disputados com bom nivel técnico competitivo e que o nível da arbitragem e de organização esteja de acordo com a importãncia que a prova tem

             Campeonatos da Europa de Juniores

       Uma vez mais atletas juniores portugueses irão participar na prova europeia mais importante do seu escalão.

       Que o sorteio lhes seja favoravel e que possam ir o mais longe possivel.

       Aos 2 árbitros que irão participar na mesma prova votos para que tudo corra bem.

            Aniversário

       A 28 de Outubro próximo decorre mais um aniversário da fundação da Federação Portuguesa de Judo. Não estão previstas nenhumas manifestações oficiais da efeméride e isto tanto quanto se saiba.

       São 39 anos de existência que se deseja que continuem cheios de êxitos desportivos a nível internacional e com a consolidação da sua prática a nível nacional.

       Que as estruturas associativas consigam fazer aumentar o número de praticantes ao nível da sua esfera de acção são os meus votos.

            Campeonato do Mundo de Juniores

       Estão a decorrer na Colômbia os Campeonatos acima referenciados. Portugal está representado por 7 atletas a quem se deseja uma participação condigna e que alcancem os melhores resultados possiveis.

       Julgo que a preparação não foi a mais adequada para uma prova desta importância e isto certamente por falta de verbas.

       Espero contudo que a modalidade saia prestigiada desta participação e que os atletas fiquem mais valorizados com ela.

            Campeonato da União Europeia

       A competição decorreu bem, o Pavilhão reunia as condições necessárias e terá servido os objectivos que se pretendiam alcançar com a realização da prova na Madeira.

       Para os participantes foi naturalmente um bom teste nesta altura da época. Esperamos que os resultados alcançados pelos atletas e o Estágio de Competição que se lhe seguiu venham a facilitar a tarefa dos responsáveis na escolha dos atletas que irão participar nos Campeonatos do Mundo de Juniores que estão agendados para o próximo mês de Outubro para a Colômbia.

       No que se refere aos árbitros, não lhes foi dada qualquer tipo de informação em relação a alguns aspectos logísticos tendo até sido fornecidas informações contraditórias e que horas depois eram alteradas.

       Numa competição o mais importante são os atletas. Mas é bom não esquecer que imediatamente a seguir estão os árbitros.

            Ínicio das Actividades

      Após a época de férias vão começar as competições. O recomeço terá lugar no Funchal com a realização do Campeonato da União Europeia prova esta destinada a atletas Juniores. Será a 2ª vez que uma prova da responsabilidade da Federação será realizada na Madeira.

       Fazemos votos para que a sua organização seja um êxito do ponto de vista desportivo e que o orçamento se situe dentro dos parâmetros préviamente definidos.

       Que seja um bom teste para os atletas que irão participar nos Campeonatos do Mundo de Juniores que estão agendados para o próximo mês de Outubro para a Colômbia.

            Época de Férias

      Com o calor a apertar e o período de férias a decorrer, faço votos para que esta época de merecido descanso seja bem aproveitado por todos.

       Aos atletas, árbitros, treinadores, dirigentes e pessoal administrativo os meus votos de Boas Férias na companhia de todos os que lhes são queridos.

       A terminar informo que em princípio até aos primeiros dias de Setembro não haverá nenhuma actualização desta página.

            Depois dos Campeonatos Nacionais de Equipas

      No final de Maio tiveram lugar os Campeonatos Nacionais de Equipas Seniores Masculinas e Femininas. É altura para se começar a efectuar uma primeira análise aos acontecimentos passados no encontro entre as equipas do CDUL e SAD.

       Em face das regras em vigor o atleta do SAD esperava que o combate fosse interrompido. Tal não aconteceu.

       Para já é de lamentar o comportamento do atleta que se sentiu injustiçado pela decisão da equipa de arbitragem.

       No combate anterior também se passaram factos não tão graves é certo, mas igualmente reprováveis.

       O Presidente da Federação em entrevista concedida a um jornal desportivo prometeu agir. Pelo que será lícito pensar que neste momento os atletas já receberam nota de culpa e preparam a sua defesa.
        Aguardemos pois pelo que se segue.

       A terminar envio um abraço de parabéns ao Pedro Cristóvão pela passagem do seu aniversário natalício que ocorreu na primeira semana de Junho. Atleta Olímpico em Seul e Barcelona, foi treinador da seleção nacional de Juniores Masculinos.

            Campeonatos Nacionais de Equipas

      A 30 de Maio vão realizar-se os Campeonatos Nacionais de Equipas Seniores Masculinas e Femininas. Espero que o número de equipas seja de molde a permitir uma competição bem disputada e interessante para os espectadores.

       Normalmente é uma ocasião em que alguns dos antigos competidores aproveitam para assistir a uma prova nacional e conviver com antigos adversários e companheiros de equipa.

       Faço votos para que haja uma boa moldura humana no Pavilhão do Colégio Marista de Lisboa a apoiar com o maior desportivismo as suas equipas favoritas.

       Aproveito a ocasião para endereçar um abraço de parabéns a mais 2 atletas Olímpicos pela passagem do seu aniversário natalício que ocorre nesta última semana de Maio.

       Refiro-me a António Roquete Andrade e ao Rui Rosa que por coincidência são o anterior e o actual treinadores da Equipa Nacional Masculina de Seniores.

            Reflexão que se impõe

      Terminada a participação nos Campeonatos da Europa de Seniores é chegada a altura para se fazer um breve balanço face aos resultados alcançados.

       Desde 1994 que todas as participações se saldaram pela conquista de uma medalha. Após 4 medalhas temos um ano em que tal não acontece.

       Não se pode ganhar sempre, espera-se contudo que este "jejum" seja apenas um acidente de percurso. E que em face dele seja feita uma reflexão profundo que permita corrigir o que houver a corrigir. Analisar o planeamento estabelecido, os estágios efectuados e a escolha das competições em que se participou.

       Outros aspectos a ponderar vão desde a assistência médica, passando pelos apoios específicos aos atletas e isto apenas para referir algumas das vertentes relacionados com a preparação de atletas de alta competição.

       Não esquecendo naturalmente o diálogo com os treinadores dos clubes dos atletas envolvidos no projecto da Alta Competição.

       Mais delicado e melindroso é o caso do árbitro Carlos Duarte a quem não foi permitido arbitrar nos Campeonatos da Europa e cujas legítimas aspirações para estar presente nos próximos Jogos Olímpicos poderão estar comprometidas devido a uma falha da parte dos responsáveis pela Alta Competição no seio da Federação.

            Campeonatos da Europa

      As selecções Nacionais Femininas e Masculinas vão participar nos Campeonatos da Europa de Seniores que se realizam em Oviedo de 14 a 17 de Maio.

       Naturalmente que gostariamos que os resultados venham a estar ao nível de participações de um passado recente.

       Não participarão por motivo de lesão 3 dos atletas que melhor palmarés possuem. Contudo os selecionados têm valor suficiente para representarem condignamente o Judo português.

       Os votos de uma boa participação que será certamente apoiada por muitos judokas que se deslocarão para assistir a estes Campeonatos.

            Homenagem

      No passado dia 23 de Abril realizou-se uma homenagem ao Prof. José Esteves organizada pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

       Homenagem inteiramente merecida e muito concorrida a que muitas pessoas ligadas ao Desporto e á Educação Física se associaram.

       Entre os presentes alguns nomes ligados ao Judo dos quais salientamos o Prof.Manuel Pedreira e Ernesto Matos Soares antigos Presidentes da Federação Portuguesa de Judo.

       Poucos saberão que o Prof.José Esteves embora não tendo praticado Judo teve uma influência importante na vinda do Prof.Kobayashi para Lisboa e na sua implantação em Portugal.

       A história conta-se em poucas palavras:

       O prof. José Esteves ao tempo sub-Director do INEF consegue que o Judo se tornasse uma disciplina obrigatória no curso de formação de Professores.

       Permitindo com esta decisão que por um lado se garantisse as condições económicas exigidas para que o Prof.Kobayashi ficasse em Lisboa e por outro lado que futuros professores ficassem sensibilizados para a prática desta modalidade.

            Quadra Pascal

      Neste período em que a actividade competitiva está interrompida outros temas chamaram a minha atenção.

       Foi em primeiro lugar uma série de aniversários de judokas que marcaram de forma determinante o Judo que hoje se pratica entre nós. Estou a referir-me ao Rui Domingos, ao António Matias e ainda ao Augusto Almeida, todos eles Olímpicos em Barcelona.

       Uma referência especial para o Prof.K.Kobayashi que também festejou mais um aniversário.

       A todos eles endereço um abraço de parabéns.

       Não posso deixar de fazer uma referência a um artigo publicado pelo Prof.Monge da Silva numa revista mensal em que aborda um tema interessante.

       Concretamente sobre a problemática dos treinadores novos ou antigos, actualizados ou ultrapassados. Embora não tenha sido escrito para o Judo serve perfeitamente para todas as modalidades, podendo servir como tema de reflexão.

            Open de Lisboa

      A Associação de Judo de Lisboa organizou o seu Torneio Internacional destinado a atletas seniores de ambos os sexos.

       Prova bem organizada , com boa participação de atletas nacionais e em que participaram 2 equipas espanholas.

       Pena foi a não participação de alguns dos nossos melhores atletas, uns porque se encontravam a disputar o Torneio da Holanda e outros por lesão.

            Um Regresso Feliz

      O Drº Manuel Passarinho acompanhou a equipa que se deslocou ao Torneio de Paris.

       Para além do apoio profissional que presta aos atletas durante estas deslocações é sempre uma presença que dá uma confiança extraordinária a todos os elementos da comitiva.

       Para tranquilidade dos atletas espera-se que possa continuar a acompanhar as seleções sempre que a sua vida profissional o permita.

       O seu nome fica também ligado á brilhante classificação alcançada pelo Pedro Soares.

            Despedida ou até Breve

      Por ocasião das últimas provas nacionais realizadas no passado mês de Janeiro foi comunicado aos presentes no Pavilhão que o enfermeiro Carlos Teixeira por motivos da sua vida pessoal cessava as suas funções nesse dia.

       A sua ligação ao Judo remonta a 1968.

       Gradualmente foi aumentando a sua actividade apoiando cada vez maior número de competições e não apenas as realizadas em Lisboa e arredores. Assim apoiou as provas nacionais realizadas fora de Lisboa tendo acompanhado algumas provas no estrangeiro.

       Sempre pronto para ajudar os atletas em todas as ocasiões e por vezes auxiliando na coordenação dos transportes quando a deslocação implicava a utilização de autocarro.

       Sempre bom companheiro, vai certamente a sua ausência ser notada e quem o for substituir terá certamente de se esforçar, pois estar sempre presente e ser sempre pontual durante 30 anos é dificil.

       Espero que os motivos que o impedem de continuar possam ser ultrapassados e que eventualmente ainda se possa vir a contar com ele no desempenho das mesmas funções.

    Inicio
    1997
             A Minha Homenagem

       António Loureiro cessou a sua colaboração com a F.P.de Judo.Foram quase 25 anos em que diáriamente contactou com a modalidade nos seus diversos aspectos administrativos.

       Entrou para a Federação no já longíncuo ano de 1974, convidado pelo então Presidente Eng. Hugo d´Assunpção. Ao longo destes anos conheceu e trabalhou com 7 Presidentes. Trabalhador infatigável e conscencioso, foi durante vários anos um dos suportes da organização nos seus múltiplos aspectos administrativos.

       De trato cordial e sempre educado soube grangear a simpatia de quantos com ele tiveram ocasião de contactar. Pessoa culta e com interesses variados, que iam desde a leitura até ao xadrez e á pesca desportiva e isto como praticante, para só falar de alguns aspectos.

       Não sou certamente a pessoa mais qualificada para o fazer, mas a título pessoal quero agradecer-lhe tudo o que deu á modalidade.

       Como judoka, espero que a Federação Portuguesa de Judo lhe preste uma homenagem que seria em minha opinião, inteiramente justa e merecida e a que certamente muitos gostariam de se associar .

    Inicio
    Copyright © 1997-2021
    Fernando Costa Matos